Artigo de Bianca Donatangelo

 

Não é difícil imaginar a demanda: se estimativas apontam algo como 75 % de mulheres entre os cerca de 100.000 brasileiros residentes na Alemanha, é evidente que o número de «brasileirinhos» no país seja igualmente considerável – e não pare de aumentar. Dito isso, uma questão de enorme importância para tais famílias biculturais é a transmissão do português como língua de herança.
Em inúmeras regiões da Alemanha é cada vez mais comum encontrar grupos de brasileiros e demais interessados se organizando em associações de fundo cultural ou pedagógico (ou mesmo se reunindo informalmente), com propostas que visam estimular entre seus descendentes o apreço pela cultura brasileira e o aprendizado da língua portuguesa.
Em Berlim, desde setembro, ocorre o 1° Ciclo de Oficinas para Pais de Brasileirinhos. Promovido pela Bilingua – Verein für zwei Sprachen, o evento com foco…leia mais
berlin bilingua artigo 01